Síntese Orgânica de Compostos Bioactivos

Existem 3 áreas principais de investigação na linha 1 do CIQ:

A equipa de investigação em Química Peptídica está envolvida em projectos de elevado cariz interdisciplinar, desde a concepção de pró-fármacos e outros sistemas para a veiculação e cedência controlada de fármacos, até ao desenvolvimento de novos biomateriais, onde aminoácidos e péptidos têm sempre um papel-chave. Estes projectos têm como objectivo global o desenvolvimento de novas abordagens ao combate contra doenças infecciosas, especialmente doenças tropicais negligenciadas. Informação adicional pode ser encontrada em http://www.fc.up.pt/pessoas/pgomes/.

Na equipa de investigação em Síntese Orgânica o trabalho centra-se, por um lado, na obtenção de compostos potencialmente neuroprotectores (tripéptidos prolinomiméticos e análogos piridínicos da rasagilina) e / ou anti-víricos e antineoplásicos (homoazanucleósidos), e por outro lado, no design e síntese de novos tensioactivos derivados de aminoácidos como potenciais veiculadores de fármacos e agentes para transfecção.

O grupo de Química Medicinal e (Bio)Ambiental está envolvido em projectos interdisciplinares que englobam a síntese e análise de compostos bioactivos com interesse industrial e o desenvolvimento de produtos, processos e serviços. A nanotecnologia/nanomedicina constituem actualmente áreas complementares de pesquisa. A investigação desenvolvida é, sempre que necessário, suportada por estudos de quimio- e farmainformática. Para informações mais detalhadas consultar http://www.fc.up.pt/pessoas/fborges/.